Redação Afya - fev 2, 2022

Como se dar bem no primeiro semestre da graduação em Medicina

A vida é um ciclo de incessantes recomeços. Mas, embora já tenhamos vivenciado vários deles em nossas jornadas até aqui, cada um parece único e completamente novo. E que bom que é assim! Sentir que o início da sua graduação é um momento a ser celebrado e tratado com respeito é o ponta pé necessário para que esta seja também uma etapa bem-sucedida.

Para ajudá-lo a conquistar os seus objetivos desde o primeiro semestre, nós escrevemos este artigo. Boa leitura!

Deixe a vergonha em casa

Quando entra em uma sala de aula, você procura logo a última fileira de carteiras e senta-se preocupado em não chamar atenção? Embora seja natural, este comportamento não trará nenhum benefício à sua vivência acadêmica ou profissional.

A insegurança em participar das aulas não cabe só a você. Na verdade, ela é fruto de uma cultura social bastante competitiva, com a qual nos acostumamos à ideia de que existem pessoas infalíveis. No entanto, tal ideia não passa de mera ilusão.

Para construirmos uma Medicina verdadeiramente humanizada, são necessários médicos dispostos a acolher seus pacientes de peito aberto, o que por sua vez requer vulnerabilidade e, no fim das contas, só é vulnerável aquele que reconhece ser imperfeito.

Portanto, não fique acanhado na hora das aulas práticas nem deixe de se sentar bem à frente do quadro e de erguer as mãos para uma pergunta sempre que o momento for pertinente. Ou seja, sem interromper o professor e/ou seus colegas de turma. Muitas vezes, outros também têm a mesma dúvida, só não partilham da sua coragem para assumir que não sabe e, dessa forma, aprender.

Atender a eventos da faculdade, criar grupos de estudo, adicionar seus colegas nas redes sociais e até o simples ato de cumprimentá-los quando de passagem pelo campus são também boas maneiras de deixar uma marca positiva na memória das pessoas. O que, no futuro, pode significar uma recomendação a uma vaga que você deseja muito, um sócio para a sua clínica, etc.

Leia também:

Faça um planejamento financeiro

Ao longo dos seis anos de curso, vários equipamentos e materiais específicos, como luvas, martelo de BUCK MD, oxímetro e álcool em gel, serão exigidos para que você possa atender às aulas. E, caso a sua universidade ofereça práticas em laboratório e/ou introdução ao atendimento à comunidade desde o primeiro período, a exemplo das instituições Afya, realizar uma pesquisa de preços pode te ajudar a economizar uma boa quantia.

Além disso, muitos livros indicados pelos professores para embasar e/ou complementar os seus estudos têm um valor bastante elevado no mercado. Não precisa ficar preocupado, pois nem todos farão parte da ementa das suas primeiras disciplinas. Mas começar desde o primeiro semestre a garimpar estes exemplares e a montar uma planilha com uma seleção de fornecedores mais em conta fará com que suas compras nos anos seguintes sejam mais simples.

Coloque seus estudos em primeiro lugar

Estabelecer uma rotina em cujo centro está o seu desempenho acadêmico fará com que o primeiro semestre da sua graduação seja mais proveitoso e, de certo modo, até mais fácil. Isso porque lidar com as novidades deste novo momento de vida, muitas vezes, é a parte mais desafiadora. Logo, uma vez que suas atividades estiverem em ordem para que seu tempo de estudo seja sempre preferido a outros compromissos, você não se sentirá tão ansioso e sobrecarregado.

No entanto, nós sabemos que ingressar em uma faculdade não envolverá somente a sua vida profissional. Reservar um tempo para sair com os colegas de curso e para frequentar festas universitárias, por exemplo, também é muito importante. Inclusive, para você conseguir tirar o máximo desta experiência, seu autocuidado social precisa estar em dia. Portanto, organize a sua agenda sempre buscando o equilíbrio e mantendo os cadernos como prioridade.

Veja também:

Entregue trabalhos bem feitos

Sessenta, definitivamente, não é 100. Via de regra, é mais comum ouvirmos estudantes da área de Exatas dizerem que alcançar os 60 pontos necessários para não repetir em uma matéria é tão bom quanto fechar o semestre com 100. Mas a verdade é que os estudantes de Medicina também passam por essa tentação durante a graduação.

Após alguns semestres, estágios não obrigatórios e pesquisas acadêmicas, visando à publicação em revistas médicas, podem acabar desbancando os estudos na lista de prioridades dos alunos. Neste contexto, alcançar a média para passar em uma ou mais disciplinas torna-se a única meta, sendo muitas vezes compreensível, visto que experiências práticas às vezes superam conhecimentos teóricos. Entretanto, se você acha que isto vale a calouros como vale aos veteranos de curso, pode tirar o seu cavalinho da chuva.

No primeiro semestre, você deve se empenhar ao máximo para conseguir boas notas e elevar sua média estudantil, com todo o gás de quem acabou de começar. Um bom resultado acadêmico pode fazer total diferença na hora de conseguir uma bolsa de estudos a fim de realizar uma pós-graduação ou uma especialização no exterior, por exemplo.

Começando com o pé direito

Todo mundo já ouviu alguma expressão sobre primeiros passos ou sobre primeiras impressões. Bom, na prática, algumas coisas podem ser vistas dessa forma, sim. Inclusive, quando estamos falando sobre o início de uma graduação.

Portanto, não deixe para alavancar a sua carreira quando já estiver quase com as mãos no diploma. Pois, a cada escolha, novos caminhos se abrirão diante você, com novas oportunidades que definirão os rumos da sua história.

Saiba tudo sobre como estruturar a sua futura carreira médica com o nosso e-book. Clique aqui e baixe agora!

Escrito por Redação Afya

    Assine e mantenha-se informado!

    Receba mensalmente os assuntos mais acessados no nosso Blog.

    banners-05