Redação Afya - abr 22, 2021

Nota do ENEM: como usá-la para ingressar na faculdade de Medicina?

Criado em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) foi desenvolvido, inicialmente, com o objetivo de analisar a performance dos alunos que concluíam o ensino médio. Com o passar do tempo, a avaliação ganhou novas funções: hoje em dia, organizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a prova tem como principal objetivo promover e facilitar o ingresso dos estudantes (e quem mais se interessar) na educação superior.

Além de propiciar o encontro com várias instituições de ensino, o ENEM também facilita o acesso do estudante a diversos cursos.

A Medicina está entre eles. Logo, se você tem o sonho de seguir carreira nessa área, saiba que o exame pode ser um caminho prático e eficaz para realizá-lo. A sua nota pode possibilitar o ingresso não apenas em instituições federais, como também em várias faculdades privadas. Você ainda pode obter auxílio do governo para custear essas últimas. Quer saber como tudo isso é possível? Leia o texto!

Primeiro passo: escolhendo a faculdade

A fase de ingresso no ensino superior é uma etapa que merece cuidado e atenção. Em um primeiro momento, é preciso ter em mente a existência de duas possibilidades quanto à instituição de ensino na qual irá se graduar: ela pode ser pública ou privada.

Para escolher entre essas duas alternativas, é necessário levar em conta vários aspectos. Estrutura da instituição, preparação do corpo docente e opções de cursos disponíveis são exemplos de fatores que podem ser considerados.

Outro critério decisivo para que você chegue a uma conclusão sensata é a avaliação da sua disposição e condição para arcar com os custos - muitas vezes altos - de uma faculdade particular de Medicina, como as matrículas mensais e os gastos com materiais.

Vale lembrar, porém, que mesmo simbolizando a necessidade de altos investimentos, as instituições de ensino privadas também representam diversas vantagens para os estudantes, como a garantia do tempo de curso (sem que haja o atraso/interrupção da graduação por greves, por exemplo), a facilidade de ingresso e investimentos constantes em infraestrutura e métodos de ensino. Além disso, é importante mencionar que é possível obter alguns tipos de auxílios (que serão mencionados em breve) para custeá-las.

Ingressando em uma faculdade pública

Depois de escolher o tipo de instituição que melhor se encaixa nas suas expectativas e necessidades, é hora de usar a sua nota do ENEM. Se a sua decisão final foi tentar a entrada em uma faculdade pública, você precisará se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (SiSU).

Criado pelo Ministério da Educação (MEC), esse sistema facilita e democratiza a entrada dos estudantes em instituições públicas de ensino superior. Isso acontece pois ele permite que todos os jovens possam, de forma online e gratuita, tentar ingressar em faculdades espalhadas por todo o território brasileiro.

Funciona da seguinte forma: o candidato se inscreve no sistema pelo site oficial (https://sisualuno.mec.gov.br/#/login) e, no portal, pode escolher até duas opções de cursos (devendo priorizar uma delas) nas respectivas faculdades almejadas.

Cada curso possui uma nota de corte (as de Medicina estão entre as mais altas), que varia também de acordo com a instituição onde a graduação é ofertada. Se a nota do(a) estudante no ENEM alcançar a pontuação estabelecida, está aprovado(a).

Ingressando em uma faculdade particular

Se você optou por graduar-se em uma faculdade privada, deverá seguir outro caminho. Além dos vestibulares tradicionais, algumas dessas instituições oferecem a possibilidade de usar a nota do ENEM como forma de ingresso alternativa. Escolhendo essa opção, você poderá aproveitar o seu resultado no exame e não precisará realizar nenhum outro tipo de prova.

Vale lembrar, ainda, que algumas escolas de ensino superior permitem, inclusive, que você utilize a pontuação que obteve em uma das edições anteriores do exame (É importante consultar as regras e procurar entender quais delas podem ser aproveitadas). Essa possibilidade favorece a aprovação uma vez que, normalmente, você pode escolher usar a nota do ano em que conquistou o melhor desempenho.

Obtendo auxílio do governo

Se você decidiu estudar em uma instituição de ensino particular, saiba que é possível conseguir o auxílio do governo nos custos com a faculdade. Essa ajuda é concedida por meio de dois tipos de iniciativas: o Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

Para contar com os benefícios oferecidos por elas, o estudante precisa se enquadrar em alguns critérios, como: no ENEM, alcançar média igual ou superior a 450 pontos nas provas e percentual maior que 0 na redação.

Pensando na inclusão dos jovens pertencentes a famílias de baixa renda, o Prouni oferece bolsas integrais (100% do valor da mensalidade) e parciais (50% do valor da mensalidade) aos estudantes. O candidato que deseja ser beneficiado pelo auxílio, precisa comprovar sua renda familiar bruta mensal. Além disso, ele não deve possuir diploma do ensino superior. Se encaixam também nos requisitos, aqueles que cursaram todo o ensino médio em escolas públicas ou em instituições particulares com bolsa integral de estudos.

Funcionando de forma diferente do Prouni, o Fies concede um financiamento aos estudantes que precisam de auxílio para custear os estudos. Dessa forma, quando concluem a graduação, os alunos beneficiados pela iniciativa devem reembolsar o governo pelo empréstimo oferecido.

Vale lembrar que o valor concedido varia de acordo com a renda familiar comprovada pelo candidato que deseja receber a ajuda. Além disso, os juros cobrados para o pagamento da dívida são significativamente baixos.

Usando a nota do ENEM como um complemento

Além de todas as formas de ingresso já mencionadas, há ainda uma outra maneira de usar a sua nota no ENEM. Algumas faculdades, públicas e privadas, aceitam o exame como um complemento ao vestibular tradicional. Para essa modalidade, cada instituição de ensino conta com regras específicas. Por esse motivo, é importante que o futuro graduando consulte o edital das escolas de ensino superior que mais lhe interessam e, assim, se prepare adequadamente.

Dica extra!

Se você quer ter noção das notas de corte necessárias para ser aprovado(a) no curso de Medicina em faculdades públicas ou para conseguir financiamentos em instituições de ensino privadas, basta consultar as pontuações do ano anterior!

Como você pôde perceber, a nota obtida no ENEM abre portas para o mundo acadêmico, facilitando a entrada, principalmente, dos estudantes em instituições de ensino superior.

Agora é com você! Depois de conhecer as várias maneiras de usar o seu resultado no exame para ingressar em uma faculdade, é hora de tomar a sua decisão. Avalie as suas expectativas, necessidades e afinidades para escolher a instituição de ensino que te proporcionará uma experiência completa e de qualidade na graduação de Medicina.

Conheça as faculdades de Medicina da Afya:

 
Banner_Medicina_2021.2 (1)

 

Escrito por Redação Afya

    240x400px