Redação Afya - out 22, 2020

Vestibular: 9 passos para estudar com provas antigas

Refazer provas de vestibulares antigos permite que você tenha maior domínio sobre a abordagem das questões de cada faculdade. Além disso, é uma forma de simular e, consequentemente, se preparar psicologicamente para a pressão envolvida quando a prova for para valer.

Se você é adepto a essa modalidade de estudo ou quer entender melhor como incorporá-la nos seus hábitos, acompanhe um passo a passo que pode te ajudar no desafio de estudar por meio de provas antigas dos vestibulares e do Enem.

1- Tenha os materiais em mãos

Para começar a resolver as questões, você precisa, primeiramente, tê-las em mãos. Para isso, você pode consultar o site do vestibular específico desejado por você.

No caso do ENEM, para encontrar as provas e os gabaritos do anos anteriores, basta acessar o site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), clicando aqui.

2- Reserve um tempo em seu cronograma de estudos

Em seu plano de estudos, separe momentos específicos apenas para refazer as provas antigas dos vestibulares. Dessa forma, você não precisará deixar essa prática tão importante para última hora e nem usará somente pequenas lacunas de tempo para se dedicar a ela.

Leitura das questões, resolução, conferência de gabarito, refação e leitura de conteúdos complementares: todas essas etapas precisam ser incluídas no seu cronograma para que o estudo das provas antigas seja completo. 

3- Faça mais de uma edição do vestibular escolhido

Fazendo isso você poderá identificar com mais facilidade o perfil das questões da prova que estiver fazendo: se são interdisciplinares, longas, curtas, de interpretação ou mais diretas. Será possível também avaliar os temas mais frequentes na avaliação. Dessa forma, você poderá ter, de maneira mais clara em sua mente, informações importantes sobre o formato e o conteúdo dos exercícios . Estará, então, mais preparado(a) para o dia da prova. 

4- Realize simulações 

Uma dica interessante é simular, da maneira mais real possível, a realização das provas. Confira o edital delas e tente reproduzir a sua forma de execução, seguindo à risca as regras estabelecidas. Coloque uma roupa que poderia ser usada no dia da prova, separe algumas lanches que forneçam energia (se permitido pelo edital escolhido), escolha um ambiente onde ninguém te incomodará e mãos à obra!

5- Confira os gabaritos e embarque nas resoluções

Após a resolução das questões, é fundamental conferir o gabarito. Isso te ajudará a ter uma noção maior de como está o seu domínio sobre os temas e quais pontos precisam de mais atenção. Procure também entender como funciona o cálculo da pontuação no vestibular desejado por você e faça uma simulação da nota que alcançou no treino. Fazer isso será uma forma de entender melhor o quão perto você está de alcançar o seu objetivo.

O ideal, porém, é não se limitar a apenas conferir o gabarito, mas também embarcar nas resoluções. Procure entender se há uma forma mais prática e correta de realizar as questões que você acertou e tente refazer as questões que você errou.

Em um curto período de tempo depois de refazer as questões com auxílio, tente solucioná-las sem a ajuda do gabarito de resoluções. Isso te ajudará a se certificar de que, de fato, compreendeu os exercícios.

Outra dica importante é buscar resoluções comentadas na internet. No Youtube, por exemplo, você pode encontrar videoaulas de professores solucionando as questões. Essa é uma forma didática de entender as atividades e ainda memorizar conteúdos. 

6- Crie estratégias

O momento de treino é também a hora ideal para que você elabore estratégias que otimizem o seu tempo. No caso das provas separadas por área do conhecimento, por exemplo, você pode sondar sobre quais possui maior domínio. Assim será mais fácil decidir as que podem ser feitas primeiro ou por último. Você pode definir também quanto tempo pode ser gasto em cada uma das questões.

Esse método te ajudará a ter maior direcionamento sobre qual ordem seguir, bem como possuir maior controle sobre o tempo. Além disso, se você escolher começar a prova por uma área que tem maior domínio, por exemplo, terá mais autoconfiança para prosseguir a avaliação. 

7- Cronometre o seu tempo 

Você pode buscar o edital da prova do vestibular que quer participar e procurar pela sua duração. Esse período deve ser o mesmo para o seu treino. Isso irá te ajudar a se acostumar e se adaptar melhor às horas de duração disponíveis para a realização da prova. Dessa forma, quando a tentativa for para valer, você terá maior domínio sobre seu tempo.

Além disso, observar o tempo que você gasta para realizar as atividades de cada área do conhecimento e a redação pode te ajudar a perceber se precisa fazer um remanejamento ou alterar a sua estratégia de execução.

Esse é o momento de se atentar também às idas ao banheiro. É importante que elas não sejam longas e nem em alta quantidade para que não tomem seu tempo de execução dos exercícios no dia da prova. 

9- Destaque os conteúdos que você tem dificuldade

Ao executar as questões, uma dica importante é usar uma caneta marca texto ou qualquer recurso chamativo para destacar conteúdos que lhe despertaram dúvidas. Dessa forma, você poderá, ao finalizar a prova, retornar a materiais teóricos para ler mais sobre o tema e assim, sanar quaisquer incompreensões a respeito dele. Ao fazer isso, você estará muito mais preparado para executar a próxima questão que surgir sobre o assunto.

Além disso, é válido lembrar que, apesar de essencial, a execução de provas antigas não exclui a importância de outros métodos de estudo, como a leitura de enciclopédias e livros específicos de cada matéria

9- Procure diferentes abordagens

É claro que é fundamental manter o foco no estilo das provas do vestibular ou faculdade visados por você. Porém, se você encontrar muita dificuldade em um determinado tema, procurar outras abordagens sobre ele poderá te ajudar a dominá-lo.

Consultar outras provas antigas - que não sejam apenas a do vestibular almejado por você - pode te ajudar a se preparar melhor para as várias possibilidades de questionamento que podem surgir. Dessa forma, ao se deparar com um exercício sobre determinado tema, você provavelmente estará muito mais preparado

Agora que você conhece algumas dicas sobre como estudar para o vestibular usando provas antigas, que tal esclarecer uma dúvida comum entre muitos jovens? Saiba mais em: Enem e vestibular: vale a pena fazer quando não escolheu o curso?

Escrito por Redação Afya

    Banner_BlogMed