Redação Afya - dez 11, 2020

Metodologia ativa na educação médica: o que é e quais as suas vantagens

As tecnologias evoluem, mudam-se as formas de aprender e, consequentemente, também as de ensinar. Para não tornar o ensino um processo ultrapassado e desestimulante, é preciso adaptá-lo às novas necessidades e vontades do estudante. Nesse contexto, evidencia-se a relevância da adoção de metodologia ativa, forma de revolucionar o ensino nas quais acontece uma troca de papéis no aprendizado.

O que é metodologia ativa?


A metodologia ativa é a forma de ensino em que o aluno é colocado na função de ator principal da sua própria aprendizagem. Ele torna-se o grande responsável pela aquisição de conhecimentos. Na sua trajetória em busca de saberes, o professor pode atuar como um facilitador - oferecendo dicas e direcionamentos, mas o agente essencial é o próprio estudante.


Quais as vantagens dessa metodologia?

 

A aplicação da metodologia ativa na medicina está ligada às mais diferentes vantagens, como:

  • Favorece o contato com várias áreas do conhecimento
    Ao invés das disciplinas serem ofertadas semestralmente ou anualmente, por meio das metodologias ativas o aluno tem contato com elas no decorrer de quase todo o curso. Além disso, durante a aprendizagem são estabelecidas conexões, criando vínculos entre as matérias estudadas.

  • Estimula a independência
    Ao serem estimulados a buscarem o próprio conhecimento, os alunos acabam desenvolvendo a independência e a autonomia. Para guiá-los, os professores indicam apenas os temas, os focos de estudo e as fontes e meios de pesquisas.

  • Personaliza o estudo e incentiva a coletividade
    Por estimular a busca pelo conhecimento de forma mais autônoma e independente, as metodologias de estudo ativas tornam o momento de aprendizagem mais individualizado e, consequentemente, personalizado. Dessa forma, cada aluno pode escolher a metodologia de estudo que melhor funciona para ele. Além disso, os estudantes não precisam se limitar ao conteúdo dado em sala de aula: podem ir além e expandir o processo de aquisição de saberes.

    Após os estudos autônomos, os alunos podem dividir, em sala de aula, os conhecimentos adquiridos. Esse compartilhamento estimula a coletividade e fortalece o espírito de grupo. Além disso, a competitividade entre colegas de sala é reduzida.

  • Avalia os estudantes de forma personalizada

    Como consequência de um estudo mais individual e personalizado, as formas de avaliação nessa metodologia de ensino levam em conta que cada aluno tem seu processo de aprendizagem.

  • Aproxima alunos e professores
    Ainda que com as metodologias ativas de ensino os alunos se tornem mais independentes, eles poderão ter os professores como seus guias no processo de aprendizagem. Dessa forma, esses profissionais poderão dizer se os estudantes estão no caminho certo rumo à busca por conhecimento. Mas é importante lembrar que na metodologia ativa a palavra dos docentes não é entendida como única: os livros também são importantes fontes de base.

  • Humanização dos profissionais
    Os estudantes capacitados por meio de metodologias ativas possuem a base necessária para se tornarem profissionais mais humanos, com capacidade aprimorada para lidar com pessoas. Isso se dá principalmente pelo fato dos alunos terem contato com os ambulatórios do Sistema Único de Saúde (SUS), conhecendo um universo que, fora do ambiente acadêmico, reflete a realidade da população.


Como essa metodologia funciona?

A base da metodologia ativa é a prática. Os estudantes são desafiados a partir do surgimento de dúvidas, sendo instigados a discutir e solucionar problemas da realidade. Esse processo muitas vezes acontece em grupo, para estimular o trabalho em sociedade. Além disso, é guiado por um professor.

Um exemplo de estratégia que ilustra bem o funcionamento das metodologias ativas é o Método PBL.

Método PBL: uma forma de metodologia ativa

PBL significa "Aprendizagem baseada em problemas". A sigla vem do inglês Problem Based Learning. A Universidade McMaster, no Canadá, foi uma das primeiras a adotar essa metodologia. Ela consiste em usar os problemas como insumos e estímulos para o aprendizado.

Funciona da seguinte forma: os alunos recebem um problema e buscam solucioná-lo em determinado período de tempo. Para isso, os estudantes são divididos em grupos, sendo cada equipe designada para um tutor.

É durante as tutorias que são feitas discussões sobre os temas. Vale lembrar que o tutor atua como um guia, um facilitador, para que os estudantes saibam se estão seguindo o caminho certo ao buscarem a resolução do problema. Mas não é ele o responsável por encontrar uma solução para o conflito.

Por que adotar metodologia ativa?

Adotar metodologia ativa ajuda na formação de profissionais mais críticos, criativos e pragmáticos, capazes de tomar decisões no ambiente dinâmico de hospitais e afins. Eles passam também a conseguir avaliar melhor os prós e contras de cada caso clínico.

Além disso, essas metodologias contribuem para construir estudantes com facilidade de trabalhar em grupo e com um caráter mais humano.

Agora que você já sabe o que é metodologia ativa e quais as vantagens de aplicá-las na área médica, que tal conhecer as unidades de graduação em Medicina da Afya Educacional? Acesse: www.façamedicina.com.br

 

Escrito por Redação Afya

    Banner_Medicina_2021.2 (2)