Redação Afya - mar 19, 2021

Laboratório: descubra a importância desse espaço no curso de Medicina

Se você já é formado no ensino médio, provavelmente se lembra das aulas de laboratório que teve durante os anos letivos, certo? Ainda que as matérias centrais das classes variassem (química, física, biologia), os objetivos eram os mesmos: tornar a aprendizagem mais dinâmica e completa, indo além da teoria aprendida na sala de aula.

Se a sua escolha for cursar Medicina, a sua rotina no ensino superior não será diferente: você terá uma quantidade significativa de aulas em laboratórios. Esses momentos de aprendizagem farão toda a diferença na construção da sua base de conhecimentos, tornando-a mais completa e sólida. Continue a leitura e descubra os motivos pelos quais os espaços mencionados são tão importantes para uma aprendizagem de mais qualidade.

Para começar: o que é um laboratório?

Um laboratório é um ambiente projetado para a realização de aulas práticas e pesquisas/experimentos científicos. Existem vários tipos e formatos desses locais: cada um deles possui uma infraestrutura adaptada e pensada especialmente para uma finalidade específica.

Vale lembrar, ainda, que a sua utilização é regida por normas que devem ser rigorosamente seguidas a fim de garantir o bom uso do espaço e, claro, a segurança dos seus usuários.

Quais os benefícios das aulas em laboratórios para a formação em Medicina?

A Medicina é uma profissão fundamentalmente prática. Por esse motivo, é essencial que, durante a graduação na área, os alunos possam ter aulas que vão além da teoria, obtendo uma demonstração da realidade profissional do ramo. Nesse sentido, os laboratórios atuam como espaços de apoio essenciais.

Confira 9 dos seus benefícios na rotina acadêmica:

1- Aprendizagem completa

É claro que os ensinamentos teóricos são importantes para o processo de formação do conhecimento, porém, para proporcionarem uma aprendizagem completa, é essencial que sejam conciliados com a prática. Nesse sentido, os laboratórios possuem um papel fundamental, afinal, com toda a sua estrutura eles oferecem a oportunidade de aprender com a realidade sobre o mundo da medicina: código de ética, procedimentos, formas de se portar, entre outros aprendizados.

Além disso, vale mencionar que a prática funciona como uma forma de assimilar melhor os conteúdos quando eles ainda não estão totalmente esclarecidos.

 

2- Familiaridade com os instrumentos médicos

Nas aulas teóricas do curso de medicina, você provavelmente aprenderá a identificar alguns instrumentos de uso médico e descobrirá quais as funções deles. Porém, só saberá manuseá-los e usá-los em um procedimento se tiver contato com essas ferramentas.

A experiência prática nos laboratórios proporciona esse encontro. Por meio dela, você poderá não apenas ter contato direto com os equipamentos, como também usá-los em simulações de operações e processos.

Após exercitar o manuseio desses utensílios, você estará cada vez mais pronto(a) para utilizá-los profissionalmente no futuro.

3- Ensinamentos sobre trabalho coletivo

Nos laboratórios, muitas vezes as atividades práticas são executadas em conjuntos compostos por vários estudantes. Essa dinâmica de funcionamento é essencial para preparar o aluno de medicina para lidar com a rotina da sua futura profissão, afinal, raramente os médicos atuam sozinhos.

Eles estão sempre cercados da ajuda de outros profissionais que tornam o seu trabalho mais simples e eficaz, como os enfermeiros. Dessa forma, saber trabalhar em grupo e de forma colaborativa é essencial.

4- Maior interação no ambiente acadêmico

Uma consequência dos momentos de trabalho em equipe proporcionados pelos laboratórios é uma maior interação entre seus frequentadores. Nesses ambientes, tem-se um contato mais estreito entre alunos de diferentes turmas, unidos por alguma matéria em comum.

Além disso, a convivência entre os estudantes e seus educadores/professores também torna-se maior, já que muitas orientações são passadas individualmente (ou em grupos de poucas pessoas) pelos docentes, tornando o contato mais personalizado.

5- Aquecimento para o mercado de trabalho

Uma das melhores formas de se preparar para o mercado de trabalho é buscar reproduzir o funcionamento desse mundo. Essa é justamente uma das funções das aulas práticas realizadas nos laboratórios.

Com os seus equipamentos e atividades que simulam procedimentos reais, esses espaços ajudam o estudante a ter uma noção maior de como será o dia a dia da sua profissão, bem como as tarefas que terá que desempenhar.

Dessa forma, quando chegar a hora de realmente executar o seu trabalho, o profissional estará muito mais familiarizado com os ofícios com os quais terá contato. Sua adaptação será, portanto, muito mais fácil e rápida. Como consequência, as chances de obter destaque no seu ambiente de trabalho serão maiores.

6- Exercício da ética a profissional

Ao estudar medicina e ter aulas em laboratórios, você terá contato com peças anatômicas que simulam o corpo humano de forma realista. Muito provavelmente, também irá manipular cadáveres e partes de corpos humanos ou de animais.

Todo esse tato te ajudará a desenvolver, aos poucos, a ética profissional e pessoal. Logo, você estará um passo à frente na preparação para o mercado de trabalho, já que será essencial exercer esses conceitos.

Um exemplo de comportamento que faz parte do código de ética da profissão e que você pode desenvolver gradativamente com as atividades laboratoriais é tratar todos os pacientes/pessoas de forma igualitária.

7- Aprendizagem sobre situações de emergência

Algumas simulações feitas em laboratórios, por reproduzirem fielmente contextos reais, ajudam o aluno não apenas a desenvolver aptidões técnicas, como também a lidar com situações que requerem senso de urgência, frequentes no dia a dia da profissão. Dessa forma, o estudante começa a se preparar para tomar decisões de forma rápida e sensata em cenários de emergência. Também se familiariza com um aspecto importante que envolve a rotina médica: o trabalho sob pressão.

Exercitando essas capacidades, o futuro médico estará mais preparado para conquistar um bom desempenho nas situações emergenciais com as quais precisará lidar. Dessa forma, as chances de alcançar o sucesso profissional são ampliadas.

8- Dinamicidade

Além de ser uma forma de complementar a aprendizagem teórica, as práticas em laboratórios consistem em uma maneira de trazer maior dinamicidade à rotina de estudos médicos.

Aprender apenas por meio de recursos teóricos pode ser um tanto quanto cansativo, não é mesmo? Dessa forma, a inovação e o dinamismo das aulas nos espaços laboratoriais funcionam como uma forma de motivar os alunos, despertando neles a vontade de adquirir novos conhecimentos.

9- Aproximação do meio científico

Uma outra vantagem das práticas em laboratórios é a aproximação dos alunos ao universo científico. Isso acontece pois nesses ambientes os estudantes estão constantemente realizando pesquisas e lidando com práticas científicas. Nesse contexto, alguns deles acabam se identificando com o ramo e até mesmo desenvolvendo projetos de iniciação científica.

De fato, as aulas práticas em laboratórios contribuem significativamente para que as faculdades proporcionem uma aprendizagem mais completa aos graduandos. Além de tornar a rotina dos estudantes mais dinâmica e motivadora, esses espaços contribuem para a preparação profissional e pessoal para os desafios que serão enfrentados pelos alunos no futuro.

Agora que você já entendeu a importância desses ambientes para a formação em Medicina, que tal conhecer as faculdades da Afya?

Banner_Medicina_2021.2 (2)

 

Escrito por Redação Afya

    Banner_Medicina_2021.2 (2)