Redação Afya - dez 11, 2020

Impressão 3D: descubra seus benefícios e aplicações na medicina

Já pensou em reproduzir órgãos, vasos sanguíneos ou outras estruturas do corpo humano? Essa é apenas uma possível funcionalidade de uma impressora 3D. Já usada em outros setores, como o automobilístico, essa máquina apresenta inúmeros benefícios para a área médica. Essas vantagens estão sendo cada vez mais estudadas e desenvolvidas.

Quer saber mais sobre como funciona e quais os seus benefícios para a medicina? Continue a leitura!


O que é a impressora 3D?

Ela consiste em uma máquina capaz de materializar desenhos feitos digitalmente. A primeira dessas máquinas foi desenvolvida pelo norte-americano Chuck Hull, em 1984, na Califórnia. A sua tecnologia precursora era a estereolitografia (baseada na impressão de camada por camada de um produto).

Com o tempo, devido ao aumento de estudos na área e na queda do custo de investimento, essa tecnologia pôde se desenvolver ainda mais.



Como funciona?


Para a impressão dos produtos, é preciso abastecer a máquina com um material específico (que pode ser pó, gel, filamentos de metal ou de plástico). Dessa forma, ela fará uma impressão de camada por camada até compor o objeto desejado.

Vale lembrar que existem impressoras 3D criadas especificamente para o uso na área da saúde. Isso acontece pois elas precisam imprimir produtos com uma modelagem mais precisa.


Quais são as suas aplicações?
As aplicações da Impressora 3D na área médica ainda estão sendo estudadas e descobertas. Vale, porém, destacar algumas delas:


  • Fabricação de Próteses e implantes
    Com as impressoras 3Ds, é possível criar estruturas sob medida. Essa tecnologia é muito usada para a substituição - com precisão - de membros amputados e para a elaboração de próteses na odontologia, por exemplo.

    Ainda está sendo estudada a possibilidade de serem reproduzidos e impressos ossos inteiros (e conjuntos deles) para reposição dessas estruturas quando estão desgastadas.

  • Impressão de órgãos para transplante
    Com essa possibilidade o problema das filas enormes para os transplantes pode se reduzir. Alguns estudos mostram que células tronco, ao serem colocadas na impressora 3D, podem ser reproduzidas, gerando tecidos construídos biologicamente e, consequentemente, novos órgãos.

    Nesse caso, uma vantagem do processo é que os órgãos são produzidos a partir das células do próprio paciente, diminuindo as chances de rejeição pelo seu corpo.

    Esse tipo de procedimento ainda está em estudo e encontra inúmeros desafios, como o de conseguir reproduzir a presença e interação de diversos tipos de célula em um só órgão. Além disso, no Brasil, o uso de órgãos impressos ainda não é permitido, bem como o de próteses.
  • Detecção de tumores
    Para visualizar por completo os tumores e órgãos afetados pelo câncer, muitas vezes o médicos precisam realizar procedimentos invasivos, como cirurgias. Esse problema também pode ser solucionado pela impressora 3D. Essa máquina tem a capacidade de fornecer uma visão tridimensional do tumor, imprimindo-o. Esse mecanismo permite que os médicos possam fazer um planejamento mais completo da cirurgia de retirada.

  • Reprodução de tecidos do coração e de vasos sanguíneos
    Estudos mostram que a impressora 3D é capaz de reproduzir tecidos cardíacos com vascularização. Essa capacidade simboliza um grande avanço, uma vez que as células do coração possuem capacidade reduzida de multiplicação. Vale lembrar, porém, que essa metodologia ainda está nas suas primeiras fases.

    Também está sendo estudada a possibilidade de impressão de vasos sanguíneos, podendo substituir aqueles danificados em acidentes, por exemplo.

  • Fabricação de medicamentos
    A impressora tridimensional é capaz de produzir medicamentos fabricados pelo mercado. Ela faz isso com maior precisão, identificando a quantidade exata dos componentes necessários para um tratamento assertivo e eficaz. Isso pode ser feito com mais rapidez e praticidade que o processo de manipulação de fármacos, por exemplo.

  • Impressão de moldes de gesso
    Com uma impressora 3D em mãos, é possível digitalizar um membro do corpo e imprimir um molde de gesso personalizado e sob medida para ele.

  • Replicação de pequenos órgãos externos
    A tecnologia de impressão 3D têm permitido a reprodução de órgãos como as orelhas, nariz, cartilagem e pele sintética. Essa modalidade é muito útil em cirurgias para reparar danos causados por acidentes ou procedimentos mais radicais, como o de retirada de tumores.
Quais os benefícios dessa tecnologia?

Os benefícios dessa tecnologia para a medicina são muitos, sendo os principais deles:

  • Evita cirurgias invasivas
    Com o novo mecanismo, é possível visualizar tumores de forma tridimensional. Isso faz com que os diagnósticos possam ser realizados sem a necessidade de procedimentos invasivos. Além disso, essa tecnologia favorece o planejamento das cirurgias, permitindo um estudo maior e mais detalhado da situação anteriormente à operação. Esse estudo ajuda a otimizar o tempo do processo cirúrgico e também a reduzir as chances de equívocos.

  • Reproduz estruturas e facilita diagnósticos
    Essa tecnologia é capaz de reproduzir estruturas do corpo humano. Dessa maneira, pode substituir partes do corpo de um paciente que estejam comprometidas. Além disso, por meio das cópias é possível ter uma visão mais real de cada circunstância, permitindo um estudo mais aprofundado dos casos e favorecendo um diagnóstico mais assertivo.

  • Favorece tratamentos
    Como consequência de diagnósticos mais assertivos, as intervenções tornam-se mais eficazes. Além disso, com a sua precisão ao fabricar medicamentos, a impressora 3D é capaz de produzir fármacos personalizados. Dessa forma, os tratamentos que a utilizam podem ter cada vez mais chances de sucesso. 

Deu pra perceber o quando a impressora 3D pode revolucionar a medicina, não é mesmo?

E você: gostou de entender mais sobre o tema e quer ter a experiência de lidar com essa e outras tecnologias na área médica? Então, não deixe de conferir o conteúdo sobre como ingressar nesse curso.

Escrito por Redação Afya

    Banner_Medicina_2021.2 (2)