Redação Afya - jul 28, 2020

Conheça as principais especialidades na Medicina

Você quer ser médico ou já está fazendo faculdade, mas ainda não decidiu qual especialidade seguir na Medicina? Conhecer melhor a atuação de cada é uma ótima maneira de começar a esclarecer suas dúvidas. São inúmeras as áreas da Medicina que um estudante pode seguir depois de se formar, obtendo um título de especialista com a Residência Médica (curso de pós-graduação). 

De acordo com a pesquisa “Demografia Médica no Brasil 2018”, entre as especialidades que mais formam profissionais no país atualmente estão: Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia, Ortopedia e Traumatologia, Anestesiologia e Cardiologia. Saiba mais sobre cada uma delas (com informações da pesquisa salarial Catho):

Pediatria

É a especialidade que cuida da saúde da criança, desde o nascimento até a adolescência. Em alguns casos, o pediatra pode auxiliar no tratamento de doenças também durante a gestação. Este médico é responsável por orientar a família sobre temas como aleitamento materno, introdução alimentar e vacinas.

Como lida com pacientes que muitas vezes ainda não falam e não conseguem relatar o que estão sentindo, precisa ter bastante habilidade, paciência e conhecimento para a realização dos diagnósticos. A Residência Médica dura três anos e a média salarial é de R$ 6,9 mil. 

Ginecologia e Obstetrícia

A Ginecologia é a área da Medicina que cuida da saúde da mulher. Este médico irá estudar questões ligadas ao aparelho reprodutor feminino (ovários, útero, trompas, vagina) e mamas, acompanhando e orientando a mulher desde a adolescência até a vida adulta. A Obstetrícia está ligada à gestação. Este profissional fará o acompanhamento da mulher durante a gravidez, fazendo o pré-natal, parto e pós-parto.

Ginecologia e Obstetrícia são especialidades estudadas na Residência Médica, com duração de três anos. A média salarial da área é de R$ 8,4 mil.  

Anestesiologia

O anestesiologista, mais conhecido como anestesista, é o médico responsável por administrar medicamentos em cirurgias (ou nos períodos pré e pós-operatório) para que o paciente não sinta dor e consiga suportar o procedimento.

Durante o processo cirúrgico, ele deve também monitorar os sinais vitais da pessoa e intervir ou auxiliar em caso de qualquer complicação. Além da função mais comum associada à cirurgia, o anestesista também pode trabalhar no controle da dor em enfermarias e UTI ou no tratamento de dores crônicas.

A Residência Médica dura três anos e a média salarial é de R$ 13,7 mil. 

Cardiologia

Forma o especialista responsável pelo acompanhamento do sistema cardiovascular das pessoas (coração, veias e artérias). Ele irá cuidar de doenças como hipertensão (pressão alta) e infarto.

No Brasil, estima-se que pelo menos 300 mil pessoas morram todos os anos por doenças cardiovasculares. Dessa forma, a atuação em Medicina preventiva em Cardiologia é também bastante importante.

A Residência Médica dura dois anos e a média salarial é de R$ 7,9 mil. 

Ortopedia

É a área da Medicina que estuda e trata de questões ligadas aos órgãos de locomoção das pessoas - músculos, ossos, nervos e ligamentos de mãos, braços, pernas, joelhos e pés. Este médico pode tratar pacientes de todas as idades e, muitas vezes, ele se especializa em uma parte específica do corpo (como joelho ou ombros, por exemplo). A Residência Médica dura três anos e a média salarial é de R$ 15,7 mil. 

Para qualquer uma das especialidades escolhidas há diversas possibilidades de trabalho, como atendimento em hospitais, consultórios particulares ou carreira acadêmica na Medicina.

Para planejar melhor sua vida profissional e saber quais critérios utilizar na escolha de sua especialidade, confira nosso Manual de como estruturar um plano de carreira na Medicina.

Escrito por Redação Afya

    Banner_BlogMed